Iniciação à programação: Conselhos de um programador amigo

Publicado a 01/02/2019, 02:30 por Luis Pitta -org-   [ atualizado a 31/03/2019, 10:34 ]

Conselhos práticos para quem está a começar a programar
Palavras chave: programar, cumulativo, memorização;

Antes de começar a aprender a programar e a codificar, é importante não esquecer o seguinte:
    • Tudo o que tem a ver com "Ciências da Computação" é cumulativo.
É importante perceber isso, porque não é a primeira vez que vejo potenciais programadores a desistir porque acham que não são suficientemente inteligentes para interpretar, produzir e atualizar código. 

Aprender a codificar não tem nada a ver com inteligência!

Sim, é difícil aprender a programar e a razão é simples: porque há muitos conceitos novos que têm de ser interiorizados e isso leva o seu tempo, não acontece de um dia para o outro.

Como regra fundamental, aceite o seguinte cenário que lhe vai acontecer vezes sem conta: em certos tópicos o que leu não vai fazer qualquer sentido!

Este cenário vai-lhe aparecer periodicamente. Tem de aceitar isso como parte integrante da progressão e de todo o processo de aprendizagem. Sempre que isso acontecer deve ter uma atitude positiva, só assim irá superar a frustração inicial e manter a vontade de continuar a sua aprendizagem. Se reagir negativamente é meio caminho para a desistência. Não deixe que isso aconteça!

Caso o tópico atual que está a aprender começar a não fazer sentido, pare. 
Fique onde está! Não avance para o próximo tópico.

Não se esqueça do que leu no inicio: os tópicos são cumulativos.

Avançar para a próxima matéria, sem ter percebido a anterior é como tentar construir o telhado de uma casa sem ter construído primeiro os pilares e as paredes!

Mesmo programadores mais experientes encontram-se nesta situação mais vezes do que imagina.

Muitas vezes temos de visualizar novamente o mesmo video tutorial até entender o que estamos a aprender.
Não desanime, repita o exercício ou a visualização do video, repita as vezes que forem precisas.
Faça pausas. Regresse e visualize de novo o video tutorial ou leia de novo a página do livro que anteriormente não estava a entender.
Se o video tutorial ou o livro que está a utilizar não explica de uma forma clara o tópico em questão, não perca mais tempo, procure outro recurso que apresente a mesma matéria de uma forma mais interessante e mais fácil. Há tantos locais com informação de qualidade espalhada pela Internet que é só uma questão de saber pesquisar com as palavras chave corretas, para rapidamente as encontrar.

Se entretanto o novo video tutorial encontrado, continuar a não ser suficientemente claro ou apresentar um grau de complexidade elevado, volte a pesquisar. É gratuito!

O Youtube é muito rico em todo o tipo de informação, podemos encontrar lá praticamente de tudo sem ter de gastar dinheiro em livros. Faça o seguinte:
  • Pesquise por "[tópico] em [linguagem de programação] + outras palavras-chave úteis";
  • Verifique o número de visualizações e o número de likes;
  • São bons indicadores da popularidade do video;
  • Se ainda tiver duvidas sobre a sua qualidade, leia alguns comentários e avalie o que os outros utilizadores disseram;
  • Decida se vale a pena visualizá-lo ou simplesmente procurar outro;
Vou voltar a repetir: alguns dos tópicos de programação que acabou de ler, no inicio não fazem qualquer sentido! 

O mais importante é não desanimar e não fazer comentários negativos achando que não tem capacidade para entender tais conceitos.

O objetivo é estar consciente da sua compreensão enquanto está a aprender.
Conforme vai avançando neste percurso de aprendizagem tem de fazer paragens para refletir.

No final de cada tópico que acabou de ler, ou de cada pedaço de video tutorial que acabou de assistir, deve praticar, experimentando os códigos apresentados (copiar e colar o código no editor de programação favorito, como o Notepad++ ou o Atom). Faça pequenas alterações ao código inicial e analise os resultados obtidos. Mesmo que seja um exemplo básico é importante que o experimente, pois os exemplos seguintes são normalmente construídos a partir desse. 

Agora PARE e reflita sobre o que acabou de aprender. Para isso deve fazer a si mesmo as seguintes  4 perguntas :
  • Esse tópico fez algum sentido para mim? O que entendi? O que não entendi?
  • Havia alguma terminologia nova? Em caso afirmativo, uma definição formal foi fornecida para cada novo termo?
  • Surgiram novos conceitos? Entendi como cada novo conceito é utilizado na prática, ou seja numa aplicação? Consigo demonstrar a minha compreensão desse novo conceito através da resolução de problemas práticos?
  • E amanhã será que me vou lembrar do que acabei de aprender hoje? E no dia seguinte? Caso negativo, o que devo fazer para memorizar o que aprendi?

Sobre o processo de memorização

Não subestime o poder da memorização. A memorização é por vezes menosprezada no processo de aprendizagem.
Claro que a compreensão de um tópico é sempre o nosso objetivo final, no entanto, a sua compreensão pode levar mais tempo.
Se está realmente a lutar para entender um dado tópico, divida o tópico em partes mais pequenas e memorize os termos, as sintaxes e/ou as regras mais importantes.
Se não conseguir compreender de imediato como uma dada rotina funciona, o seu objetivo imediato deve ser a sua memorização.
Se precisar de dicas sobre como gerir o processo de memorização, considere o uso da técnica dos "Cartões de estudo" (Flashcards).

Sobre "Cartões de estudo" (Flashcards)

Devem ser construídos em pequenos cartões de papel.