14. Criar uma Cena Misteriosa com Planetas? (Marta Pereira)

Publicado a 30/05/2014, 17:52 por Marta Pereira   [ atualizado a 09/11/2015, 04:22 por Luis Pitta -org- ]





Cria esta cena surreal de uma cena obscura com planetas no fundo. Neste detalhado tutorial vais aprender como criar uma paisagem surreal, adiciona uma luz brilhante misteriosa e termina-o com árvores e uma família em primeiro plano.









                                     Resultado Final


Passo 1: Criar um novo ficheiro do Photoshop

Vamos começar pro criar um novo ficheiro no Photoshop. Cria o ficheiro com as seguintes definições:


Passo 2: Adicionar a Imagem do Campo

A primeira coisa que vamos adicionar à nossa manipulação é o campo. Vai a File > Place (vê a imagem em baixo como referência) e coloca a imagem do campo no nosso projecto.




Isto é o que deves ter agora no teu ecrã:





Agora pressiona a tecla Shift+Alt, clica no canto superior direito da imagem e arrasta o rato em direcção ao canto superior direito do ecrã. Isto vai redimensionar a imagem mantendo o seu centro. Tenta aumentar o tamanho da imagem do campo até às margens do nosso projecto.




Para confirmar as alterações clica em Enter ou clica no ícone de confirmação no topo da barra:
Agora vamos criar um layer com uma máscara para esconder a parte do céu desta imagem, pois não será necessária.
Com este layer seleccionado clica no botão "Add Layer Mask", assinalado na primeira imagem em baixo. A segunda mostra como o teu painel de layers deve estar:




Agora selecciona a ferramenta "Brush" (Pincel), vê a imagem em baixo.
Podes também usar a tecla de atalho B.




Mantém a Opacidade ("Opacity") e o Fluxo ("Flow") do pincel a 100% (as ferramentas estão localizadas no painel de topo):
Vamos pintar a parte do layer, que tem céu com preto, para escondermos partes da imagem que não queremos de uma forma indestrutível. Para seleccionar facilmente o preto enquanto pintas na layer mask, clica em D para redefinir as cores da palete, e depois clica X para trocá-los e colocar o preto como cor dominante.




Com o lado direito do rato clica num sítio qualquer da imagem para mudar o tamanho e a dureza do pincel. Mantém o tamanho entre os 200-400 px (para ajudar a pintar algumas partes, podes reduzir o seu tamanho) e mantém sempre a dureza nos 0%.
Aqui estão algumas teclas de atalho para acelerares o trabalho:
  • Para aumentares o tamanho do pincel, pressiona ]
  • Para diminuíres o tamanho do pincel, pressiona [



Pinta o céu todo e algumas partes das montanhas com preto. Vê a imagem abaixo para tentares obter um resultado semelhante.




Acabámos a parte do campo. Se tiveres um layer de Background, como eu, clica nele e arrasta-o para o ícone da Reciclagem, de modo a apagá-lo (observa a imagem em baixo como referência).




Agora a tela deve estar transparentes em vez de branca:


Passo 3: Adicionar o céu

Vamos adicionar o céu ao nosso projecto, para isso, vai outra vez a "File > Place" e selecciona a imagem que contém o Planeta Grande ("cosmos1_0009").



Sempre que no projecto colocas uma imagem (através de "File > Place"), automaticamente tens o controlo da ferramenta "Free Transform". Esta é uma ferramenta muito comum e permite-te mover, rodar e redimensionar a tua imagem, funcionando do seguinte modo:
  • Para mover a imagem, clica num lado qualquer dentro do rectângulo e arrasta-a
  • Para rodar a imagem, clica num sítio qualquer fora do rectângulo e arrasta o rato em torno da imagem
  • Para redimensionar a imagem, clica num dos cantos do rectângulo e arrasta-o. Para manter a proporções, pressiona a tecla "Shift" durante o processo.
Vamos começar com uma rotação. Roda a imagem de acordo com as instruções dadas em cima e lembra-te de pressionares a tecla "Shift" enquanto o fazes, para que a rotação seja feita com intervalos múltiplos de 15º.



Roda o planeta 90º para a direita, como na imagem:




Agora clica neste layer e arrasta-o para debaixo do layer do campo.




Agora vamos aumentar o tamanho desta imagem, para preencher toda a tela. Pressiona "Shift", clica no canto superior direito da imagem e arrasta-o em direcção ao canto superior direito do ecrã.




Depois de redimensionar a imagem, arrasta-a para baixo, clicando num lugar dentro do rectângulo e puxa-a para baixo.
Vê a imagem em baixo é o resultado deste passo:


Passo 4: Adicionar o primeiro planeta

Neste passo vamos adicionar o planeta grande ao nosso projecto. Como estamos a trabalhar com "Smart Objects", fazemos isso facilmente, basta fazer uma cópia do layer do cosmos, arrastando este layer para o ícone assinalado na imagem em baixo:




Agora pressiona "Ctrl + T" para utilizar a ferramenta "Free Transform" (ou vai a "Edit > Free Transform"). Para se ver o planeta movemos esse layer para cima, como na imagem.




Escolhe a ferramenta "Elliptical Marquee" (Atalho: M), para seleccionar a parte da imagem que queremos trabalhar (o planeta) e apagar o resto.




Agora temos que fazer uma selecção redonda do planeta.
Vê as instruções abaixo e tenta ser o mais preciso possível na selecção.
  • Pressiona "Shift" para criares um circulo.
  • Pressiona Barra de Espaço para moveres a selecção
  • Faz corresponder a selecção ao planeta



Com a selecção feita, cria uma nova layer mask na imagem, clicando no botão "Add Layer Mask".




O resultado final deve ser este.


Passo 5: Adicionar o segundo Planeta

Para adicionar o segundo planeta ao projecto, segue o processo realizado anteriormente.
Vai a "File > Place" e escolhe a imagem "cosmos1_0001. jpeg"




Arrasta a imagem um bocado para cima para conseguirmos fazer uma selecção à volta do planeta.




Escolhe a ferramenta "Elliptical Marquee" outra vez e para seleccionar este planeta, realiza os mesmos passos que fizemos com o anterior.




Com a selecção feita, cria uma nova layer mask na imagem, clicando no botão "Add Layer Mask".




Aqui está o resultado:




Agora temos que redimensionar, rodar e mover o planeta. Para isso utiliza a ferramenta "Free Transform" ("Ctrl"+T") e observa a imagem em baixo:

- Lembra-te de pressionar sempre o "Shift" quando alteras o tamanho da imagem, para que as proporções se mantenham.

Depois de redimensionado, arrasta o planeta para a sua posição.





O passo final é rodar a imagem. Com a ferramenta "Free Transform" ainda activa e baseando-te nas instruções da imagem a seguir, roda o planeta ( clica e arrasta fora do rectângulo):

- Desta vez não é necessário pressionar "Shift" ao fazer a rotação.





Resultado final da imagem e do painel de layers:



Passo 6: Melhorar os nossos layers

Antes de continuar vamos arranjar o nosso painel de layers. Para começar altera o nome dos layers para algo que os represente. Para mudar o nome de um layer faz um clique duplo no seu nome. Aqui estão as minhas nomenclaturas:




Depois de mudar os nomes, selecciona-os (clica no primeiro, pressiona "Shift" e clica no último) e arrasta-os para o botão "Create new Group".




Designa Imagens a este grupo.


Passo 7: Adicionar a floresta

A parte de manipulação de imagem do nosso projecto já está terminada, agora vamos trabalhar apenas com pincéis. Vamos começar por adicionar a floresta aolado direito da nossa imagem.
Se não estás familiarizado com instalação e utilização dos pincéis do Photoshop, a minha sugestão é que vejas este vídeo: 
Agora que sabes como instalar e utilizar os pincéis no Photoshop, podes fazer o download e a respectiva instalação dos quatro pacotes que vamos precisar para os próximos passos. São dois pacotes de árvores, um de arbustos e outro de pessoas.
Depois de tudo isto feito, cria umnovo layer no projecto e designa-o como Forest.




Agora carrega no painel dos pincéis os dois pacotes de silhuetas de árvores.



 
Assegura-te de que o preto é a tua cor dominante (Pressiona D), deixa a opacidade a 100% e começa a criar a floresta.

- Tenta atingir um efeito "fade away" (árvores mais altas na frente e as mais pequenas atrás)
- Não sobrecarregues a imagem, tenta manter um equilíbrio, onde o espectador consegue identificar as árvores.
- Podes usar o tipo de árvores que quiseres, mas mantém um certo padrão (se começares com árvores sem folhas, continua dessa maneira)
- Podes utilizar o mesmo pincel mais que uma vez, mas utiliza-o com diferentes tamanhos e coloca-os em diferentes sítios


Em baixo está o processo (passo-a-passo) de como eu fiz o meu:




Passo 8: Adicionar arbustos

Agora vamos fazer a mesma coisa que fizemos no passo anterior, mas desta vez com arbustos.
Primeiro carrega o pack de arbustos no Photoshop.

Cria um novo layer, clicando no botão "Add new layer" (atalho: Ctrl+Shift+Alt+N) e chama-lhe Bushes.




Coloca este novo layer debaixo do layer Forest.

Coloca o preto como a tua cor de primeiro plano (Pressiona D), deixa a opacidade a 100% e começa a pintar.
Tenta seguir a mesma ideia utilizada com as árvores, maiores na frente, pequenas atrás e tenta criar um pequeno grass para as árvores. Aqui está passo-a-passo:




Passo 9: Pintura do campo

Vamos começar a parte da pintura com o campo. Primeiro clica no botão "Create a new group" (atalho: "Ctrl+G") e nomeia-o Field.




Depois clica no botão "Create a new layer" (atalho: "Ctrl+Shift+Alt+N") e coloca o novo layer dentro do Grupo Field, que acabámos de criar.


Agora vamos adicionar algumas sombras ao nosso campo. Com o preto como cor definida (atalho D), usa um pincel de 0% de dureza para pintar partes, como na imagem em baixo:





Cria novamente um novo layer e coloca-o em cima do já existente.




Com o preto, outra vez, pinta a parte pintada na imagem seguinte:





Para melhorar adiciona um "Gaussian Blur" (Filter > Blur > Gaussian Blur).





Define o raio a 80 px




E este é o resultado:



Agora vamos começar a adicionar algumas cores à imagem. O processo vai ser repetitivo, mas o lado positivo é que é bastante fácil de fazer e é basicamente o processo que fizemos em cima. Vamos criar um novo layer, adicionar algumas cores, suavizar o efeito com um "Gaussian Blur" e fazer tudo novamente para o próximo layer.

Para acelerar o processo tenta usar estas teclas de atalho:
  • Ctrl+Shift+Alt+N para criar um novo layer
  • Ctrl+G para criar um novo grupo
Se tiveres um tablet usa-o, porque facilita o processo, pois é capaz de controlar a opacidade em tempo real enquanto pintas. Se não tens segue estas dicas para te ajudar nesta parte:
  • Utiliza sempre um pincel com 0% de dureza
  • Deixa a opacidade baixa (20-50%)
  • Não faças traços longos com o pincel, tenta fazer vários pequenos
  • Ctrl+Z vai apagar o último traço
  • Utiliza Ctrl+Alt+Z para apagar mais do que um traço
  • Quando aplicares o Gaussian Blur, tenta novos valores no raio
  • Se achares que o efeito é muito forte, mesmo depois do Gaussian Blur, reduz a opacidade do layer para cerca de 50-75%




Para alterar a sua cor dominante faz duplo clique no quadrado de cor no painel esquerdo. A maneira mais fácil de mudar a sua cor é digitar o código hexadecimal (assinalado em baixo) no seleccionador de cores.


Com essa cor seleccionada e usando o layer que acabámos de criar, tenta pintar uma coisa parecida com esta:





Aplica um Gaussian Blur de 80 px





E este é o resultado:





Agora continua a seguir o mesmo procedimento nos próximos passos:












Neste passo vamos pintar com branco puro. Para aceder rapidamente à cor branca pressiona D e de seguida X.




E no final deste passo, a tua imagem deve estar semelhante a esta. Lembra-te: a tua imagem não tem de estar igual à minha, apenas parecida.

Passo 10: Pintura da floresta

Agora vamos pintar o lado direito da nossa imagem, a floresta. As cores serão semelhantes às utilizadas no lado esquerdo da imagem e o processo vai ser exactamente o mesmo. Antes de começar, em prol da organização, cria um novo grupo com o nome Forest.




Cria um novo layer e coloca-o dentro do grupo que criámos ainda agora.











Para criar o efeito de relâmpago entre as árvores, usa o "Montion Blur" em vez de "Gaussian Blur".
Vai a Filter > Blur > Motion Blur.



 
Define o ângulo a -28º e a distância a 300 px.


E aqui está o nosso efeito:


















Para terminar este passo, vamos criar uma layer mask neste grupo, para corrigir algumas partes da imagem.
Selecciona o grupo Forest e clica no botão "Add layer mask".




Agora pinta com preto as áreas que não queremos que sejam afectadas pela luz, como os troncos das árvores da frente. Observa a imagem em baixo, onde está o resultado final, com as partes da imagem que tens que pintar.




E isto é como o teu painel de layers deve estar:


Passo 11: Pintura do planeta grande

Estamos a chegar ao fim. Cria novamente um novo grupo, designa-o "Big Planet" e adiciona-lhe um layer.



Agora abre o grupo Imagens e arrasta o layer "Small Planet" para o topo da nossa lista.




Arrasta também, o grupo Big Planet, que acabámos de criar, para debaixo do grupo Images.



Selecciona o layer que criámos dentro do grupo Big Planet e começa a pintar.







Neste passo vamos pintar a maior parte do planeta com preto, pressiona D, para teres fácil acesso ao preto como a como cor a utilizar.







Como podes ver na imagem acima, é preciso melhorar a luminosidade no topo das árvores. Para isso selecciona a "layer mask" que criámos anteriormente (do grupo Forest) e pinta com preto puro essa parte. Podes ter como referência a imagem em baixo:



E agora podemos regressar ao grupo Big Planet, criar um novo layer e continuar a pintura:







O preto que pusemos no céu, agora é um bocado escuro, por isso abre o grupo Field e procura esse layer.
No meu caso é o Layer 2.




Depois de o encontrares, reduz a sua opacidade para 75%




O resultado deve ser um preto escuro como este:





Agora volta para o grupo Big Planet e vamos acabar a pintura do primeiro planeta.



Neste passo vamos pintar com branco puro. Para um acesso rápido à cor pressiona D e de seguida X.




Passo 12: Pintura o planeta pequeno

Esta é a última parte do nosso processo de pintura. Cria um novo grupo, chamado Small Planet e coloca o layer Small Planet dentro deste.


Cria um novo layer e coloca-o no topo do novo grupo.



Agora pressiona "Alt" e clica no espaço entre os dois layers. Se fizeste isto correctamente deves ver um sinal (evidenciado na imagem abaixo) ao lado do layer, o que significa que esse layer agora está anexado ao de baixo, ou seja, todas as pinturas que fizeres vão alterar apenas o layer em questão.





Finalmente, altera a cor dominante e pinta:




Cria um novo layer e coloca-o no topo da lista dentro do grupo Small Planet e anexa-o ao layer anterior (Hold "Alt" e clica entre os layers)




Cria um novo layer dentro deste grupo, mas desta vez arrasta-o para baixo do layer Small Planet.




Cria um novo layer e coloca num lugar qualquer sob o layer Small Planet, mas ainda dentro do mesmo grupo.



Dentro do mesmo grupo cria um novo layer e coloca-o no topo.




Neste passo vamos pintar com branco puro. Para um acesso rápido à cor pressiona D e de seguida X.







Cria um novo layer e coloca-o num sítio qualquer, sob o layer Small Planet




É um bocado difícil de ver, mas desenha uma linha estreita no canto esquerdo do ecrã.





Vamos adiciona, novamente Gaussian Blur. Vai a Filter > Blur > Motion Blur e escolhe um ângulo  e uma distância, respectivamente, de 0º e 2000 px.





Com o mesmo layer activo, adiciona um Gaussian Blur com 75 px de raio.



E aqui está o resultado:




Dentro do mesmo grupo cria um novo layer e coloca-o no topo.



Este próximo passo é difícil de ver, mas faz uma grande diferença no final. Selecciona branco como cor dominante (Pressiona D e X, para acesso rápido) e pinta uma linha vertical no canto da imagem (no mesmo sítio que pintámos no outro passo).




Cria um novo layer e coloca-o num sítio qualquer, sob o layer Small Planet



E isto é como a tua imagem se deve estar a parecer depois de todas as pinturas:


Passo 13: Adicionar a família

Vamos desenhar a família num novo layer, por isso começamos por aqui.



Carrega os pincéis que contém as silhuetas de pessoas, as quais fizemos download para o Phtoshop e selecciona a que está evidenciada na imagem:


Define o tamanho do pincel a 50 px e desenha uma família no lado esquerdo da imagem:





Faz uma cópia deste layer, arrastando-o para o botão "Create a new layer" (ou selecciona o layer e pressiona "Ctrl"+J)




Com a cópia do layer seleccionado vai a "Transform > Flip vertical".





Agora utiliza a ferramenta "Move" (atalho: V), para colocar a sombra debaixo da família.





Pressiona "Ctrl+T" ou vai a Edit > Free Transform para utilizar a ferramenta Free Transform. Um clique direito dentro do rectângulo e escolhe "Distort"





Agora arrasta um bocado os cantos inferiores direito e esquerdo para o lado esquerdo da imagem, como mostra na imagem:




Reduz a opacidade deste layer para 50%





E temos a sombra:





Agora cria uma layer mask no layer da sombra, clicandono botão "Add layer mask"





Utiliza o pincel (atalho: B) com 0% de dureza e a opacidade a 50% e pinta algumas áreas a preto. O resultado deve ser uma sombra mais suave (mais realista):




E isto é como a imagem deve parecer:


Passo 14: Ajustamento Finais

O último passo da nossa manipulação, vamos acrescentar alguns ajustamentos para melhorar o resultado final da imagem. Começa por juntar todos os layers usando as teclas de atalho Ctrl+Shift+Alt+E. Lembra-te de seleccionar o primeiro layer do painel antes de os juntar. 



Agora aplica um Gaussian Blur com raio de 60 px (Filter > Blur > Gaussian Blur).



Altera o modo "blending" do layer para "Screen" e reduz a opacidade para cerca de 20%



Faz uma cópia deste layer, arrastando-o para o botão "Create a new layer" (ou selecciona o layer e pressiona "Ctrl"+J)



Altera o modo "blending" do novo layer para "Multiply" e reduz a opacidade para cerca de 10%



E o resultado deve ser:





Selecciona o primeiro layer do painel e volta a juntá-los a todos de novo, usando a tecla de atalho Ctrl+Shift+Alt+E.



Com este layer seleccionado vai a Filter > Render > Lens Flare.





Muda o ponto do meio deste efeito para o local evidenciado em baixo, e reduz o seu brilho para 50%.



Este é o resultado:





Com o mesmo layer seleccionado, vai a Filter > Render > Lightining Effects





Utiliza a imagem em baixo como referência e altera o ponto central do efeito, aumenta a largura e define a intensidade para 45. Deixa o resto das definições predefinidas.






E este é o resultado final: