Quem foi Pedro de Santarem?

Pedro de Santarem foi um jurisconsulto distinto do século XVI. No reinado do Rei D. Manuel I cônsul português em Florença, Pisa e Leorne. (No seculo XVI dizia-se agente dos negócios de Portugal) 

Nasceu em Santarém, mas ignoram-se as datas exatas do seu nascimento e falecimento.

Escreveu um Tractatus perutilis et quotidianos de asecuratosnitus et sponsionibus mercatorum, que se imprimiu em Autuerpia um 1554, em Lião em 1579 e 1585. Saiu também nas miscelâneas intituladas: De Mercatura, edição de Lião, 1593; Veneza, 1589; e Colónia em 1609. Saiu finalmente junto com o Tractactus de Mercatura, de Benvenuto Strach, impresso em Amsterdão em 1669. 

Esta série de edições prova que Pedro de Santarém era autoridade em matéria de seguros e de outros assuntos comerciais.

Jurisconsulto e diplomata (séculos XVI e XVII). Provavelmente nascido em Santarém, fixou-se em Itália, actuando como agente de seguros de D. Manuel I em Florença, Pisa e Livorno. É por essa razão que as suas obras abordam sobretudo o Direito, enquanto ligado à actividade económica e, particularmente, ao comércio. É de sua autoria o Tractatus perutilis et Quotidianus de assecurationibus et sponsionibus mercatorum (1552), um importante tratado de seguros e de promessas entre mercadores. Desde a primeira publicação até 1669, a obra conheceu cerca de 20 edições, vindo a ser traduzida em Portugal em 1958.

Retirado de “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004


Diplomata e jurisconsulto português do século XVI. Durante o reinado de D. Manuel I, foi agente de negócios em Florença, Pisa e Livorno. Redigiu uma obrasobre seguros, o Tractatus Perutilis et Quotidianus de Assecurationibus et Sponsionibus Mercatorum (1552), no que foi uma iniciativa pioneira em Portugal. 

Retirado de: Pedro de Santarém. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2013. [Consult. 2013-09-13].


Pedro de Santarém ou Pedro Santerna foi um eminente jurisconsulto português. Sabe-se que tendo vivido no reinado de D. Manuel I, nasceu em Santarém, ignorando-se porém não só a data do seu nascimento como também a da sua morte. 

Pelos seus méritos foi agente de negócios de Portugal, o que então equivalia ao cargo de cônsul em Florença, Pisa e Liorne. 

Escreveu, segundo alguns dos biógrafos, vários trabalhos em latim sobre jurisprudência; no entanto, dele só conhecemos o Tractatus assecurationibus et sponsionibus mercatorum, publicado em 1552, pelo que Pedro de Santarém tem sido citado por variadíssimos autores portugueses e estrangeiros quando se fala do primeiro tratado de seguros.

Consultado a partir do blog: Carreira da Índia em 10 Junho 2014